A última edição (número 181, de 12 de Fevereiro) marcou o lançamento oficial de uma nova forma de ler o AuriNegra. É agora possível receber em casa o nosso jornal de forma totalmente digital.

O ficheiro é enviado por correio electrónico para os assinantes que assim o declararem, em formato pdf (portable digital format), um formato informático universal e legível em virtualmente qualquer computador.

Esta opção tem o valor de 15 euros. Uma poupança significativa, principalmente para os assinantes nos estrangeiro, nomeadamente fora da Europa, onde a assinatura, fruto da diminuição do apoio de Estado ao envio por correio (vulgo “porte pago”) chega aos 30 euros anuais. É necessário uma conta de e-mail (correio electrónico) válida, que será usada pelo jornal como canal privilegiado de comunicação, podendo o assinante receber, em primeira mão, novidades, assuntos a serem noticiados na próxima edição e outros conteúdos pertinentes.

Optar pela assinatura digital é também uma forma de proteger o ambiente. É tomar uma medida consciente (obrigatória numa altura em que cada pequeno gesto conta) no que diz respeito à sustentabilidade. Esta forma de envio, porque desprovida de suporte físico, tem impacto zero no ambiente.

Com a assinatura digital, os nossos leitores têm toda a comodidade das novas tecnologias. Imediatamente no dia de saída, sem atrasos e sem falhas, podendo visualizar o conteúdo do AuriNegra comodamente no écran do computador ou imprimir, se assim o entender.

Para saber mais, ligue (+351) 231 46 90 90 ou envie um e-mail para jornal@aurinegra.com.

Anúncios