A Gira Sol/Ramos Catarino, equipa de atletismo da Associação de Desenvolvimento de Febres, garantiu, no passado fim-de-semana (19 e 20 de Maio), o apuramento para a I Divisão do Campeonato Nacional de Clubes em Pista ao Ar Livre. O quinto lugar nacional em femininos e o sexto em masculinos asseguram a presença no lote das oito melhores equipas do País. A final da I Divisão será disputada nos dias 9 e 10 de Junho, no Estádio Universitário de Lisboa.

A equipa de atletismo da Gira Sol tem sido presença assídua na I Divisão do Campeonato Nacional de Clubes, quer em Pista Coberta, quer em Pista ao Ar Livre. Este ano o objectivo não podia ser outro, que não o apuramento para o escalão máximo do atletismo nacional. Ombrear com os melhores, disputar resultados com emblemas como o Sporting ou o Benfica, são feitos ao alcance de poucos clubes, e a Gira Sol/Ramos Catarino é um deles. Da dupla jornada de apuramento para o Nacional de Clubes, disputada em diversos pontos do País, iriam sair os sete melhores, que se juntariam aos Campeões da época passada (Sporting em femininos e Benfica em masculinos). E a Associação de Desenvolvimento de Febres conseguiu um lugar nesse lote.

É a única equipa do distrito de Coimbra na I Divisão e, juntamente com Sporting, Benfica, Marítimo e Juventude Vidigalense, a única que conseguiu esse feito em masculinos e femininos. Apesar de algumas baixas importantes no seio da Associação de Desenvolvimento de Febres, o empenho e dedicação de todos os intervenientes – atletas, treinadores e dirigentes – permitiu assegurar (mais uma vez) um lugar na elite do atletismo português. Foram mais de 1.100 atletas em competição, representando 66 emblemas de todo o País, incluindo Ilhas. A Gira Sol/Ramos Catarino competiu em Pombal, havendo apuramento também em Guimarães, Lisboa, Faro e Ribeira Brava (Madeira).

Alguns dos resultados obtidos por atletas do colectivo de Febres deixam boas indicações para a Final do Nacional de Clubes, nomeadamente o quarto lugar no conjunto de todos os apuramentos obtido por Isabel Areias nos 800 e nos 1.500 metros, bem como a excelente prestação de Sandra Silva, a melhor nos 3.000 metros marcha, superando o tempo de Sandra Monteiro, do Benfica. Cláudia Rodrigues garantiu a melhor marca no salto em altura (1,66), fasquia partilhada com Rafaela Vitorino, também do Benfica. Andreia Silva conseguiu a terceira melhor prestação nacional nos 3.000 metros obstáculos.

Em masculinos, destaque para João Dias, segundo melhor no salto em comprimento, atrás de Gaspar Araújo (Sporting), e terceiro nacional no triplo salto. Luís Lopes assegurou o terceiro melhor tempo nos 5.000 metros marcha, resultado semelhante ao obtido pela estafeta masculina de 4×100 metros, composta por Luís Fernandes, Nuno Cardoso, Luís Machado e Hélder Pinto. Também a estafeta feminina, mas de 4×400 metros, conseguiu o terceiro melhor resultado nacional, com os 4.10,63 obtidos por Ana Almeida, Daniela Lopes, Patrícia Pereira e Isabel Areias.

A Final do Campeonato Nacional de Clubes da I Divisão disputar-se-á nos próximos dias 9 e 10 de Junho, em Lisboa, onde a Gira Sol/Ramos Catarino, única representante do distrito de Coimbra, dará tudo por tudo para dignificar o nome da Região. Depois do quarto lugar em masculinos e do sexto em femininos, alcançados na época passada, a Gira Sol continua a sonhar com o há muito ambicionado pódio. Classificação à parte, certo é que os atletas do emblema de Febres vão, certamente, entrar em pista com o empenho que os caracteriza, a que se juntam muita humildade, dedicação e muito espírito de sacrifício. A Associação Académica de Coimbra, a única equipa do Distrito no apuramento para além do emblema de Febres, disputará a II Divisão em masculinos (em femininos não apresentou equipa). | FC