Uma fotografia da autoria de João Petronilho foi a vencedora, na categoria “Fotografia Macro”, da 8.ª edição do “Concurso de Fotografia de la Naturaleza Ciutat Vila-real”, um dos mais participados e prestigiados certames de Espanha dedicado ao tema da Natureza.Captada em Mira, local onde o autor reside, a fotografia teve origem num pequeno estúdio improvisado numa garagem. “A ideia surgiu quando reparei em algumas jangadas de ovos de mosquito que flutuavam na superfície da água existente no interior de um balde”, explicou o fotógrafo amador ao AuriNegra. “Há já algum tempo que pretendia captar o momento em que estes insectos eclodem para a vida adulta e aqueles ovos deram-me essa oportunidade”. Os conhecimentos do guarda-florestal de profissão e fotógrafo por paixão, não se ficam por estas duas áreas: a Biologia parece, também, despertar a sua curiosidade. “O ciclo de vida dos mosquitos passa pelo ovo, larva aquática, pupa e imago ou insecto adulto, neste caso um insecto alado”. Para captar a imagem foi preciso um tripé, uma objectiva macro, tubos de extensão e, claro, muita paciência. “Levei cerca de uma semana para conseguir esta imagem, pois era muito difícil acertar com o momento em que este drama decorria”. “Por fim, após centenas de tentativas, lá consegui congelar o momento com a perfeição desejada”. 

“Perfeição” deve ter sido a palavra que passou pelas mentes dos elementos do júri espanhol quando decidiram atribuir o primeiro prémio à imagem registada por João Petronilho. No concurso participaram mais de duas mil fotografias, com autores oriundos do Panamá, Peru, Colômbia, Portugal, Roménia e Espanha. “Confesso que estava com algumas esperanças quando recebi a comunicação que a fotografia estava entre as 21 finalistas. A composição, a definição, o detalhe, as cores e o momento captado faziam dela uma boa candidata ao prémio”. Uma suspeita que se veio a confirmar.

“Trata-se do meu primeiro prémio internacional obtido num país estrangeiro. É o reconhecimento de um esforço que tenho desenvolvido nos últimos anos no campo da fotografia de Natureza. Isto incentiva-me a tentar fazer melhor, embora reconheça que o tempo disponível é cada vez mais escasso”.

Os interessados em conhecer mais trabalhos da autoria de João Petronilho podem consultar o blogue http://www.joaopetronilho.blogspot.com.  | LM