O secretário de estado da Saúde esteve em Cantanhede onde presidiu à assinatura de um contrato programa para a reabilitação da Extensão de Saúde de Febres/Unidade de Saúde Familiar (USF) “As Gândras”. No decorrer da cerimónia, o chefe do executivo local explicou a razão do atraso de uma obra que devia ter sido concluída até 2010.

“Sei da ansiedade dos utentes. Nós vamos conseguir lá chegar”. A garantia foi dada pelo Presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, João Moura, durante uma cerimónia de assinatura de um contrato programa para a reabilitação da Extensão de Saúde de Febres/USF “As Gândras”. A homologação do contrato foi celebrada entre a autarquia e a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC), numa sessão presidida pelo Secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro. João Moura começou por explicar a necessidade do documento. “Vamos assinar um novo protocolo, na medida que no anterior existia uma cláusula que remetia para 2010 a requalificação da USF ‘As Grândras’”. Apesar do atraso, o edil cantanhedense adiantou que está tudo pronto para que as obras avancem, faltando agora o financiamento por parte do “Mais Centro”, um programa do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN). “Ainda não podemos executar a obra porque ao nível do ‘Mais Centro’ o concurso na temática da Saúde ainda não foi aberto”. Recorde-se que em Setembro de 2009 a autarquia obteve, da Casa do Povo de Febres, a cedência da propriedade das instalações onde funciona a unidade de saúde. “A legislação comunitária, neste caso o QREN, obriga que a titularidade do edifício seja da Câmara Municipal”, esclareceu João Moura. O Presidente do Conselho Directivo da ARSC, João Pimentel, acrescentou que a unidade de Febres “já devia estar con-cluída, ao abrigo do protocolo celebrado com o Município de Cantanhede, no tempo do Ministro Correia de Campos”. No entanto, o responsável da ARSC acredita que com a assinatura do contrato programa vai ser possível “concluir a reforma no sector da Saúde em Cantanhede”.

Rede de cuidados de saúde granjeia elogios

Manuel Pizarro afirmou, no passado dia 1 de Abril, que “o que acontece em Cantanhede é um exemplo que merece ser replicado no país”. O Secretário de Estado da Saúde referia-se à rede de cuidados de saúde do concelho, nomeadamente aos postos de enfermagem abertos nas freguesias onde não existem extensões de saúde. Estes postos, financiados pela autarquia, são vistos pelo governante como “uma solução engenhosa e muito útil”. “Cantanhede vai ficar assinalada como um município que lidera a reforma de saúde dos cuidados primários”, rematou. Antes da assinatura do contrato programa, Manuel Pizarro assistiu, na Tocha, à entrega de uma viatura que a autarquia de Cantanhede ofereceu à USF “Progresso e Saúde”. A cedência foi formalizada num protocolo celebrado com a ARSC, semelhante ao que regulou a oferta de outras duas viaturas, uma para a USF Marquês de Marialva (Cantanhede) e outra para a USF “As Gândras”. A seguir, a comitiva deslocou-se a Cadima para uma visita às novas instalações do pólo local da USF “Progresso e Saúde”. | LM

Anúncios