O apuramento para o Campeonato Nacional de Clubes em Pista Coberta, em atletismo, disputou-se nos passados dias 29 e 30 de Janeiro, em Braga e em Pombal respectivamente. Ao atingir o 7.º lugar geral em femininos e o 4.º em masculinos, a equipa da Gira Sol/Ramos Catarino garantiu a presença de ambos os sectores na 1.ª Divisão, feito inédito para as atletas da Associação de Febres.


Tentar superar os (excelentes) resultados obtidos na época desportiva de 2010 tem sido um dos objectivos da equipa de atletismo da Gira Sol – Associação de Desenvolvimento de Febres, objectivo que, para já, tem sido cumprido. Foi o que aconteceu no passado domingo, 30 de Janeiro, em Pombal. Disputava-se a fase de apuramento para o Campeonato Nacional de Clubes em Pista Coberta, prova em que as oito primeiras equipas da classificação geral, nos sectores masculino e feminino, garantiam presença na 1.ª Divisão do atletismo nacional. Já os oito emblemas seguintes asseguravam lugar na 2.ª Divisão.

A equipa de Febres fez questão de não deixar os créditos em mãos alheias e garantiu o 4.º lugar no sector masculino, melhor resultado de sempre da Gira Sol numa fase de apuramento, apenas superada por emblemas com grande tradição no atletismo em Portugal (Sporting, Benfica e Juventude Vidigalense). A Associação Académica de Coimbra garantiu pela primeira vez o apuramento para a 1.ª Divisão em pista coberta (conquistou o 6.º posto), o que faz com que estejam na elite do atletismo nacional duas Associações do distrito de Coimbra.

Também no sector feminino a Gira Sol escreveu uma nova página na sua história, já que esta foi a primeira vez que as atletas da equipa de Febres conquistaram o direito a competir no escalão máximo do atletismo em pista coberta. Mais uma vez o apuramento foi dominado pelos emblemas lisboetas, Sporting e Benfica, sendo que a Gira Sol é a única equipa a representar o distrito de Coimbra no sector feminino. A Associação de Desenvolvimento de Febres está, uma vez mais, de parabéns, com especial destaque para os atletas que defenderam as suas cores de forma tão determinada e revelando tanta dedicação e empenho.

Em termos individuais merece destaque Luís Fernandes, atleta que disputou a prova de 60 metros barreiras e que aí alcançou o 2.º lugar do pódio, tendo sido superado apenas por Rasul Dabó, do Benfica, estabelecendo novo recorde distrital com o tempo de 8’15. O Nacional de Clubes disputa-se nos próximos dias 12 e 13 de Fevereiro. | FC