Os Jovens Unidos de Febres (JUF), com o apoio da Junta de Freguesia local e da Prisvideo, promovem na noite de amanhã, sábado, uma sessão de cinema ao estilo americano de “drive-in”. Do interior dos seus carros, os espectadores assistirão a um filme que será projectado numa estrutura semelhante a uma tela, com vários metros de dimensão.

A cena repete-se nos filmes made in USA: o casal de namorados dividindo um balde de pipocas, no interior de um carro, enquanto assiste a uma sessão de cinema a céu aberto. Do ecrã para a vida real, na vila de Febres, é o que a JUF pretende com a iniciativa “Drive Cinema”, que acontece amanhã, sábado, pelas 22 horas, no parque do Mercado de Febres.

A organização estima que a lotação do local deverá rondar as 200 viaturas, esperando uma “adesão maciça de público”, segundo confessou ao AuriNegra André Vieira, membro da associação. Esta é uma iniciativa que nasce do desejo da JUF em “dar algo de diferente à população, proporcionar-lhes uma experiência única”, ideia que se plantou teimosamente no seio dos Jovens Unidos de Febres há cerca de seis anos, e que agora se concretiza.

Além das várias licenças necessárias à realização desta de sessão de cinema, nomeadamente uma municipal e outra da Sociedade Portuguesa de Autores, junta-se a necessidade de pedir autorização à distribuidora responsável pelos direitos do filme para que este possa ser exibido publicamente. A Prisvideo, empresa de S. João da Madeira, associou-se a esta iniciativa, disponibilizando a película que será exibida.

O filme que fará a estreia do drive-in em Febres será “A Face Oculta de Mr. Brooks”, um thriller psicológico cheio de tensão que nos conta a história de um homem, interpretado pelo actor Kevin Costner, que por vezes se deixa dominar pelo seu alter ego, um desequilibrado e violento assassino. Do elenco fazem parte nomes conhecidos da sétima arte, como Demi Moore e William Hurt.

Repetir a iniciativa

Carlos Alves, Presidente da Junta de Freguesia de Febres, assume que a Junta “sempre escolheu apoiar este tipo de iniciativas de cariz cultural”, e que é esperado um resultado positivo. Em concreto, esta noite de cinema ao ar livre permitirá “diversificar a oferta cultural da freguesia e chegar a outras faixas etárias, nomeadamente aos mais jovens”.

Este é um esforço conjunto entre a Junta e a JUF, que pretende devolver a Febres um pouco do protagonismo que em tempos teve, sobretudo no que à diversão nocturna diz respeito. O presidente aproveitou para lançar um repto às associações locais, pedindo que dinamizem a agenda cultural de Febres, permitindo que “as crianças contactem desde cedo com vários tipos de eventos”. Para os Jovens Unidos de Febres fica, ainda, a sugestão de organizar “noites de cinema, no Verão, mostras cinematográficas e promover, por exemplo, sessões de cinema infantil”.

A JUF acredita que esta sessão de cinema vai ser um retumbante êxito e assume a existência de planos para sessões futuras, “idealmente todos os fins-de-semana”. A entrada é gratuita e nem as pipocas faltarão à festa. Para quem precisa de algo mais substancial, também serão vendidos cachorros e bifanas.